PX Group acerca dos VrScans

Atualizado: 8 de Jan de 2019


O PX Group é o mestre na visualização CGI e pós-produção da indústria automóvel. O seu vasto portfólio inclui inúmeros trabalhos para gigantes da industria como a Audi, Volkswagen e a Mercedes-Benz. Imediatamente podemos perceber o porquê de serem a escolha de eleição para os fabricantes mais renomeados da indústria. As imagens que produzem transmitem de forma extraordinária os mais ínfimos detalhes a textura do painel, o grão da pele aplicada nos interiores, o brilho dos flocos metálicos da tinta nos veículos. A tudo isso juntamos cenários atuais e estilizados como, logas-exposições de cidades para carros desportivos, e trilhos montanhosos para os SUVs e temos a receita perfeita para um render de qualidade.

Embora o grupo realize outro tipo de trabalhos de CG e pós-produção, para o artista Oliver Kossatz trabalhar com carros continua a ser a melhor parte da profissão. “tenho uma enorme paixão por carros, naturalmente é o meu tema preferido para renderizar” diz Kossatz “Claro que temos muitos clientes de outras indústrias, sou mais generalista actualmente, rederizo tudo, desde produtos a arquitectura ou até animação.


Nos últimos quatro anos em que o Oliver tem trabalhado para o PX Group, tem-se notado mudanças dramáticas na forma como a visualização digital é feita. Enquanto o automóvel sempre foi uma criação 3D, cada vez mais clientes pedem envolventes completamente modelados, como cidades, edifícios modernos ou um parque de estacionamento futurista. “V-Ray for 3ds Max, suporta plugins como o Forest Pack que se tona uma grande ajuda para este tipo de trabalhos.

Trabalhando numa variedade tão extensa de temas e estilos seria de esperar que as imagens resultassem em série, mas pelo contrário, os trabalhos do PX Group resultam sempre com um estilo único que reflete o tom do projeto em que estão a trabalhar. A empresa trabalha com agencias ou clientes que tanto podem ter uma ideia muito clara do resultado que pretendem ou que antes pelo contrário podem se mostrar muito recetivos a sugestões por parte de Oliver e da sua equipa.


Assim o Oliver começa a modelar a cena do nada ou a partir de algumas indicações CAD se estas forem fornecidas. Coloca uma câmara e ilumina a cena, tendo especial atenção a qualquer coisa que o cliente queira realçar no seu produto. Para garantir um nível altíssimo de realismo o PX Group procura ajuda de outros profissionais.

“ Para renderização de veículos muitas vezes pedimos a supervisão de um fotógrafo automóvel” explica Oliver.

“Eles têm uma vasta experiência em fotografar carros e a sua expertise acelera drasticamente o processo de iluminação. Eu gosto de trabalhar com fotógrafos pois estes projetos são sempre divertidos e há tanta coisa que podemos aprender com eles.”


Com a Câmara fixada e a cena iluminada as imagens são enviadas ao cliente para revisão. A equipa de pós-produção muitas vezes pode pedir para renderizar de novo uma certa imagem, pois pode ser mais fácil renderizar de novo do que corrigir em Photoshop. “Uma boa relação entre a CGI e a pós-produção é um fator essencial no nosso workflow.” Diz Oliver.


Um grande desafio para manter o processo de trabalho otimizado é a criação de materiais súper detalhados para todos os projetos. “Antigamente nós recorríamos a workflows tradicionais para capturar as difusas, reflexos e normal maps a partir de fotografias. Mas juntar toda essa informação é extremamente dispendioso a nível de tempo especialmente se se pretende mostrar todos os pequenos detalhes.


O Oliver experimentou utilizar o VrScans, que consiste numa biblioteca vastíssima de materiais scannados a partir da realidade. O processo de criação de um VrScan consiste em juntar milhares de fotografias de um material sob diferentes ângulos de visão e iluminação que combinados resultam num material digital que imita na perfeição o original.

“Os Vrscans revolucionaram por completo o nosso workflow. A biblioteca é vastíssima e perfeita para o tipo de trabalhos que realizamos diariamente. É empolgante ver novos materiais a serem acrescentados diáriamente à biblioteca.”

Quando os materiais adequados não estão disponíveis na Vrscan Library, existe um serviço de scanning especializados em criar materiais costumizados. Os Artistas e Designers podem enviar uma amostra física entre os 20 e os 200mm2 para a Chaos Group, que se encarregam de criar o material desejado. Os ficheiros são então enviados por FTP e as amostras devolvidas. É um serviço que nós já tivemos que usar.


“Resultou na perfeição! Diz ele. “São amostras que nos criaram grande dificuldade de replicar, como tecidos para os interiores dos carros com padrões específicos. Com o Vrscans não poderia ser mais fácil, é um sistema à prova de bala certificando-nos claro de que os mapas UV estão devidamente orientados e coordenados. Isto evita a ocorrência dos erros mais comuns neste tipo de processos.

Com o Vrscans o Oliver pode finalmente parar de perder tempo com a afinação de materiais e concentrar-se no produto final que tem que entregar ao cliente. Mesmo não sabendo qual será o seu próximo projeto está convencido de estar equipado com as ferramentas necessárias para responder ao desafio. “O próximo projeto está sempre pela frente”, diz ele “Será um projeto automóvel com certeza.”


Escrito por Henry Winchester

Traduzido por Filipp Obada

Artigo original em Inglês


Contacto: hello@vray.pt
Todas as imagens presentes neste site (excepto referentes aos artigos do blog) foram criadas por instrutores ou alunos da Vray.pt e por conseguinte têm os direitos de autor reservados. Qualquer uso das mesmas, seja em formato original ou alterado é proibido. Para obter uma licença de utilização por favor contacte-nos.
© vray.pt 2020. Portugal. Todos os direitos reservados.