INK - Relógios de luxo RADO

Atualizado: 8 de Jan de 2019


A INK tem apenas sete anos mas, desde cedo que se implantou como um dos estúdios de VFX mais renomeados de Londres. Os primeiros projetos do grupo foram no setor automóvel, como o filme de lançamento do UK Silverstone motorsports circuit. Desde então tem puxado um lustro luxuoso sobre uma variadíssima gama de produtos, incluindo visualização de arquitetura.


No ano passado a INK foi abordada pela empresa Suíça Rado que se especializa em relógios de luxo. O objetivo era criar um pequeno vídeo para acompanhar a campanha fotográfica do lançamento de um novo produto. A INK propôs por o relógio a interagir com vários materiais tais como pele e pregos, para realçar a sua natureza leve e robusta. O produto literalmente rasga as imagens com brilhos e reflexos fantásticos com superfícies planas que nos enquadra no ambiente onde o objeto se situa.


“Não havia nada de demasiado complicado” - disse David Macey o cofundador da INK e diretor criativo. “Mas foi até interessante do ponto de vista de CG, como o objeto não era demasiado pesado a nível de geometria não tivemos que lutar com um modelo demasiado massivo carregado de polígonos. De facto o maior problema que tivemos no processo era fazer as penas caírem de forma correta. As empresas de relógios gostam das coisas especialmente bem produzidas e polidas, a atenção ao mais ínfimo pormenor foi crucial.”

O V-Ray é mesmo uma peça muito importante do puzzle. É uma ferramenta que está constantemente a adaptar-se e a reinventar-se em termos do que consegue oferecer ao cliente. Tenho acompanhado desde o tempo em que apenas conseguia renderizar pequenas quantidades de geometria, e hoje em dia com a proxyies é possível renderizar quase uma quantidade infinita de geometrias. É de facto uma mais valia enorme para a nossa profissão.
David Macey, INK

A INK usa o 3ds Max, Maya e V-Ray para produzir os seus trabalhos, David pessoalmente usa o V-Ray desde 2002, e a sua evolução tem seguido de perto o progresso constante da INK e a sua implementação como estúdio de efeitos visuais.


Traduzido por Filipp Obada

Artigo original em Inglês


Contacto: hello@vray.pt
Todas as imagens presentes neste site (excepto referentes aos artigos do blog) foram criadas por instrutores ou alunos da Vray.pt e por conseguinte têm os direitos de autor reservados. Qualquer uso das mesmas, seja em formato original ou alterado é proibido. Para obter uma licença de utilização por favor contacte-nos.
© vray.pt 2020. Portugal. Todos os direitos reservados.